Dr. José Beniz fala no Jornal Estado de Minas sobre atendimento ilegal na Oftalmologia


A fiscalização sobre os profissionais não autorizados a exercer atividades médicas é uma questão fundamental no que se refere ao exercício legal da medicina.


O presidente do CBO, José Beniz Neto argumenta: "O posicionamento do Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) reflete o seu compromisso com a proteção da saúde da população, de modo que a atuação conjunta com o CBO visa buscar uma saúde adequada e segura para todo o povo brasileiro".


Confira matéria completa publicada no Jornal Estados de Minas.


Fiscalização de olho no exercício ilegal da medicina oftalmológica